Loading...

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Comunidade lamenta corte de GUAPURUVU & HIGIENÓPOLIS CONTINUA MORRENDO :(

Prezados Higienopolitanos:

Voltamos a publicar após período de luto de 5 meses e 4 dias pela derrubada de um belo Flamboyant, e em função da derrubada de agora: um belo Guapuruvu, quem será o próximo, será que a comunidade não tem mais força para agir antes das derrubadas "com justificativas e sem justificativas"?

Lembro que nosso blog não foi criado para só publicar noticia ruim, vamos articular para que :os Higienopolitanos, e demais cidadãos e cidadãs de Porto Alegre que vivem ou circulam por este bairro cativante localizado na Zona Norte e que se preocupam com a qualidade de vida e com o meio ambiente do entorno. Pensar Globalmente, Agir Localmente é uma idéia a ser seguida!

Façam seus comentários no blog e enviem seus artigos para:

higienopolisvive@gmail.com & higienopolisvive@yahoo.de


Segue artigo publicado no site da Zero Hora de Porto Alegre, www.zerohora.com em
04 de dezembro de 2008 | N° 15809

Alerta para mais uma derrubada de árvore "com justificativa".

Saudações Higienopolitanas!
Higienópolis Vive!

AMBIENTE
Comunidade lamenta corte de guapuruvu

- Texto e foto enviados por Ana Maria Chassot Ledur

“Como moradora da Travessa Saúde, já tive oportunidade de registrar neste conceituado jornal as benesses naturais que desfrutam os moradores da parte alta da cidade situada entre a Avenida Cristóvão Colombo e a Avenida Plínio Brasil Milano, próximo ao Hospital Militar (HGPA).

Ocorre que na calada do último final de semana, precisamente sábado, após o meio-dia, em um sol escaldante, nada de ‘saudável’ ocorria em nosso bairro. Eis que uma frondosa árvore guapuruvu com mais de meio século, erguida na esquina da Rua Germano Petersen Jr. com a Avenida Cristóvão Colombo, foi dilacerada e colocada abaixo.

Após os moradores do entorno terem protestado, foi apresentado um termo no qual o condomínio comercial situado no mesmo terreno da árvore solicitava a derrubada da espécie. Este termo era assinado por um biólogo da Smam autorizando o corte da mesma, desde que não houvesse nidificações. Perguntei aos ‘homens das motosserras’ quem havia verificado a não existência de ninhos de pássaros na árvore. Não obtive resposta, e o biólogo responsável não se encontrava no local para autorizar de fato o corte.

A alegação do laudo para o corte é de que a mesma apresentava-se ‘irrecuperável’, sem ter justificativas para tal procedimento. Mas, como registram fotos tiradas no local, uma árvore com alto porte, galharia verde, o cerne vivo sem qualquer falha, poderia ter sido salva com pouca manutenção. Para mim, fica a dúvida: por que destruir com tanta euforia o que a natureza gratuitamente nos deu? Não precisamos ir longe, basta assistir ao que nossos vizinhos de Santa Catarina estão passando. É a mãe natureza saturada das arbitrariedades do ser humano.

Seguem fotos do momento em que esquartejavam o guapuruvu. Com meus protestos sem ecos, só restou me ausentar antes de ver a árvore caída no chão.”

- Texto enviado por Vanessa Michelon

“Estou recorrendo à redação da Zero Hora para saber qual a justificativa para o corte de uma enorme árvore localizada na Av. Cristóvão Colombo, esquina com Rua Germano Petersen Jr., no bairro Auxiliadora.

Não entendo de árvores, mas posso acreditar que aquela fosse uma centenário, ou quase isso. Também não via nenhum risco ou problema na qual ela pudesse estar provocando. O corte foi feito no sábado, dia 29.

Gostaria muito de ter uma resposta, que tem que ser muito convincente para justificar tamanha barbaridade.”

Contraponto
O que diz a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam), por meio da sua assessoria de imprensa
Informamos que foi autorizada a remoção emergencial do guapuruvu após vistoria, laudo técnico e ocorrência de queda parcial da copa da referida árvore sobre veículo estacionado na via pública. As condições estavam comprometedoras, e a árvore poderia cair sobre pessoas na calçada. Foi exigida compensação ambiental, com plantio de dois cedros na área interna do imóvel e 20 carobas na zonal norte da Smam.

terça-feira, 1 de julho de 2008

A MORTE DE UM FLAMBOYANT - HIGIENÓPOLIS MORRE

Prezados Higienopolitanos:

É com pesar que informamos que HIGIENÓPOLIS chora a morte de seu Flamboyant, derrubado à pouco por aqueles que construiram uma entrada de garagem na frente do número 614 da Luzitana e que não cansaram de na calada da noite ou do dia, quando pais de familia e a maioria dos moradores descansam ou trabalham, eles tentaram e conseguiram derrubar aquela nossa linda árvore, símbolo de muitas lutas que voces apoiaram e que tantos problemas nos causaram e vão nos causar por este ato.

A SMAM protocolo 1159/08 foi acionada e vai ver, lembrem que a árvore estava protegida pela SMAM que ficou de protegê-la de verdade, vamos procurar o que isto quer dizer no Aurélio e outros dicionários do genêro.

Na verdade estamos pensando em criar um novo movimento, mais pragmático e realista

HIGIENÓPOLIS MORRE ;(((
Será que um dia teremos a nossa Porto Mais Alegre?

A idéia é não mostrar as fotos, são tristes, descabidas e sabe-se lá o que mais ;((

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

ZERO HORA PUBLICA HOJE NO CADERNO MOINHOS DE VENTO - A história de um flamboyant

Prezados Higienopolitanos:

Segue a bela matéria publicada hoje, onde a Rosângela coloca o coração e traça de maneira didática a história deste guerreiro.

Obrigado a quem nos apresentou a Thais Sarda, jornalista da Zero Hora, pessoa interessada e muito acessivel.

Higienópolis Vive
Por Uma Porto Mais Alegre!

03 de janeiro de 2008 | N° 15467
Zero Hora.com
Ambiente
A história de um flamboyant

"Em 2006, moradores da Rua Luzitana e arredores se rebelaram contra o ataque a um flamboyant. Nossa indignação também envolvia a Smov (Secretaria Municipal de Obras e Viação) e a Smam (Secretaria Municipal do Meio Ambiente): como autorizaram a construção de um edifício ignorando a existência de uma árvore na via pública há mais de 50 anos e projetando uma garagem em frente a ela?

O primeiro ataque foi em novembro de 2006: um pedreiro tentou serrar o flamboyant. Os vizinhos ligaram para a Smam, que impediu o crime. O sossego acabou quando, no mês seguinte, o mesmo pedreiro atacou a árvore de novo. A reação da comunidade foi um misto de indignação e desespero. Chamamos a Smam e a BM (Brigada Militar), que chegou primeiro e contestou a autorização de corte, adiando a remoção.

A comunidade apresentou à Smam um abaixo-assinado com mais de cem assinaturas. Dele resultou um processo que pedia explicações sobre a autorização do corte. Para os moradores, a única explicação para o assassinato do flamboyant era que isso facilitaria a entrada de carros na garagem do prédio. Entramos com processo no Ministério Público.

O secretário Beto Moesch marcou uma reunião em dezembro de 2006. Na negociação, ficou garantida a proteção à árvore, e a obra parou por um ano. Outro ataque ocorreu na madrugada de 15 de dezembro. Saímos novamente em defesa do flamboyant, chamando a polícia. Após esse ataque, houve outras tentativas nas madrugadas que se seguiram, até o dia 18. Isso obrigou nossa família a fazer vigília para proteger o vegetal.

Reabrimos os processos junto à Smam e ao Ministério Público. A Smam esteve no local no dia 22 e colocou uma proteção de aço ao redor do tronco. Queremos ações efetivas que venham a garantir a permanência do flamboyant, e isso só se concretizará se a Smam exigir uma mudança no projeto da obra em questão. Se uma comunidade mobilizada não for bem-sucedida, como crer em nossa força para salvar o planeta?"



Texto enviado por Rosângela, moradora da Rua Luzitana:

VEJA MAIS NO SITE www.zerohora.com.br caderno do dia ZH MOINHOS

terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Já estamos em 2008, de que Árvore você caiu?

Prezados Higienopolitanos:

Feliz 2008 a todos nós!

Segue contribuição da Higienopolitana Vera Nille, para que neste momento que entramos num novo Ano possamos refletir sobre o que os Celtas trouxeram como contribuição para este mundo moderno e cheio de apegos em que vivemos.

*ps não temos relacionadas algumas das árvores que surgiram mais recentemente, como o Flamboyant por exemplo, mas aí cabe uma adaptação e adoção dela e de seus valores de garra e valentia além da beleza que nos proporciona.

Higienópolis Vive,
Por uma Porto Mais Alegre!

De que arvore você caiu?

Veja o dia do seu aniversário e encontre sua árvore... uma vez localizado busque abaixo a explicação sobre o mesmo.É interessante e de alguma maneira preciso. Além do mais, faz parte da astrologia Celta.

23 de Dez até 01 de Jan - Árvore de Maçã
02 de Jan até 11 de Jan - Árvore de Abeto
12 de Jan até 24 de Jan - Árvore de Olmo
25 de Jan até 03 de Fev - Cipreste
04 de Fev até 08 de Fev - Álamo
09 de Fev até 18 de Fev - Cedro
19 de Fev até 28 de Fev - Pinheiro
01 de Mar até 10 de Mar - Sauce Llorón - Salgueiro Chorão
11 de Mar até 20 de Mar - Árvore de Limas
21 de Mar - Carvalho22 de Mar até 31 de Mar - Árvore de Avelã
01 de Abr até 10 de Abr - Árvore Rowan
11 de Abr até 20 de Abr - Árvore de Arce
21 de Abr até 30 de Abr - Nogueira 01 de Mai até
14 de Mai - Álamo
15 de Mai até 24 de Mai - Árvore de Castanhas
25 de Mai até 03 de Jun - Árvore de Cinzas
04 de Jun até 13 de Jun - Árvore Hornbeam
14 de Jun até 23 de Jun - Figueira
24 de Jun - Árvore de Abedul
25 de Jun até 04 de Jul - Árvore de Maçã
05 de Jul até 14 de Jul - Árvore de Abeto
15 de Jul até 25 de Jul - Árvore de Olmo
26 de Jul até 04 de Ago - Cipreste
05 de Ago até 13 de Ago - Alamo
14 de Ago até 23 de Ago - Cedro
24 de Ago até 02 de Set -
03 de Set até 12 de Set - O Sauce Llorón - Salgueiro Chorão
13 de Set até 22 de Set - Árvore de Limas
23 de Setembro - Oliveira
24 de Set até 03 de Out - Árvore de Avelã
04 de Out até 13 de Out - Árvore de Rowan
14 de Out até 23 de Out - Árvore de Arce
24 de Out até 11 de Nov - Nogueira
12 de Nov até 21 de Nov - Árvore de Castanhas
22 de Nov até 01 de Dez - Árvore de Cinzas
02 de Dez até 11 de Dez - Árvore Hornbeam
12 de Dez até 21 de Dez - Figueira
22 de Dezembro - Árvore de Faia

A FIGUEIRA (A Sensibilidade)Muito forte, é uma pessoa pouco voluntariosa, independente, não permite as contradições ou discussões, ama a vida, sua família, as crianças e os animais, um pouco volátil socialmente, bom sentido dohumor, tímida mas um pouco extrovertida. Gosta da ociosidade e dapreguiça tem um talento pratico e inteligência. Pessoa muito sensual e atrativa ao sexo oposto. Grande elegância e porte.ÁLAMO (A Incerteza)É uma pessoa com um alto sentido de estética, não é muito segura de simesma, valente se for necessário, precisa está em um ambiente agradável, é muito seletiva, as vezes solitária, muito alegre, denatureza artística, boa organizadora, tenta aprender através da filosofia, confiável em qualquer situação, assume as relações muitoseriamente. ÁRVORE DE ABEDUL (A Inspiração) Uma pessoa vigorosa atrativa, elegante, amistosa, não é pretensiosa,modesta, não gosta de excessos, se aborrece com coisas vulgares, ama avida a natureza e a calma, não é muito apaixonada, cheia de imaginação, um pouco ambiciosa, acredita numa atmosfera de calma esatisfação.ÁRVORE DE ABETO (O Mistério)É um pessoa de extraordinário bom gosto, dignidade, sofisticada, ama a beleza, temperamental, teimosa, tende para o egoísmo mas se preocupa com as pessoas que estão ao seu redor, é modesta, muito ambiciosa demuitos talentos, criativa, amante insatisfeita, de muitos amigos einimigos, muito confiável. ÁRVORE DE ARCE (A Mente Aberta)Uma pessoa fora do comum , cheia de imaginação e originalidade, tímida e reservada, ambiciosa, orgulhosa, segura de si mesma, com sede de novas experiências, algumas vezes nervosas, tem muitas complexidades,possui boa memória, aprende rapidamente, com uma vida amorosacomplicada, gosta de impressionar. Deve buscar ter uma relação seria que encha sua vida, isso lhe fará feliz. ÁRVORE DE AVELÃ (O Extraordinário)É uma pessoa encantadora, não pede nada, muito compreensiva, sabe comoimpressionar as pessoas, é uma pessoa segura, mente aberta, positivista, ativa na luta por causas sociais, popular, temperamentale amante caprichoso, sensual e excessivamente apaixonado, belo,sensível, honesto e companheiro tolerante, com um sentido de justiçamuito preciso. A OLIVEIRA (A Sabedoria)Ama o sol, de sentimentos quentes e ternos, razoável é uma pessoaequilibrada, evita agressão e a violência, tolerante, alegre, calma, tem um sentido desenvolvido para a justiça, sensível, empática, não conhece os ciúmes, lhe encanta a leitura e a companhia de pessoassofisticadas.A NOGUEIRA (A Paixão) Implacável, é uma pessoa estranha e cheia de contrastes, não éegoísta, agressiva quando precisa, amorosa, nobre, de horizontes amplos, de reações inesperadas, espontânea, de ambição sem limites, pouco flexível, é uma companhia pouco comum, nem sempre agrada mas éadmirável, comum gênio estratégico, muito zelosa e apaixonada, não secompromete se não conhece. ÁRVORE DE CASTANHAS (A Honestidade)De beleza incomum, não deseja impressionar, com um desenvolvidosentido de justiça, vigorosa é uma pessoa interessada, diplomática de nascimento, se irrita facilmente e é sensível com companhia, muitas vezes por insegurança em si mesma, as vezes atua com sentido desuperioridade, se sente incompreendida, ama uma só vez, temdificuldades para encontrar seu parceiro. ÁRVORE DE CINZAS (A Ambição)É uma pessoa excepcionalmente atrativa, vigorosa , impulsiva, exigente, não se importa com as criticas, ambiciosa, inteligente, cheia de talentos, gosta de jogar com o destino, pode ser egoísta,muito confiável e digna de confiança, amante fiel e prudente, algumasvezes o cérebro controla o coração, mas assume suas relações muito seriamente. ÁRVORE DE FAIA (A Criatividade)Tem bom gosto, se preocupa com as aparências, materialista, organizabem sua vida e sua carreira, é uma pessoa econômica, bom líder, não toma riscosdesnecessários, é razoável, esplendida companheira de vida, gosta de manter a linha (dieta, esportes, etc).ÁRVORE HORNBEAM (O Bom Gosto) De uma beleza muito franca, se preocupa por sua aparência e suacondição econômica, de bom gosto, não é egoísta , vive de forma maiscômoda possível de maneira razoável e disciplinada, busca bondade e conhecimento em uma parceira emotiva, sonha com amantes incomum, aospoucos é feliz com seus sentimentos, desconfia da maioria das pessoas,nunca está segura de suas decisões, muito consciente. ÁRVORE DE LIMAS (A Dúvida)Aceita o que a vida lhe dá de uma maneira muito complexa, odeiabrigar, o estresse, e o trabalho, mas não gosta de preguiça e daociosidade, é suave e sabe ceder, faz sacrifícios pelos amigos, tem muito talento, mas não é suficiente tenaz para explorá-los, se lamentae se queixa um pouco, é uma pessoa muito zelosa e leal.ÁRVORE DE MAÇÃ (O Amor)De contexto leviana, muito carismática, é uma pessoa chamativa e atrativa, de uma aura agradável, aventureira, sensível , sempreapaixonada, quer amar e ser amada, companheira fiel e terna, muitogenerosa, de talentos específicos, vive o dia a dia, filosofadespreocupada com imaginação.Totalmente distraída.ARVORE DE OLMO ( A Mentalidade Nobre)Figura agradável, bom gosto em se vestir, de exigências modestas,tende a não esquecer os erros, alegre, gosta de mandar porém não obedece, é uma companhia honesta e fiel, gosta de tomar decisões pelos demais, de mentalidade nobre, generosa, com bom humor, prática.ÁRVORE ROWAN (A Sensibilidade) Cheia de encantos, alegre, da sem expectativas de receber, gosta dechamar atenção, ama a vida, as emoções, não descansa, e inclusive gosta das complicações, é tanto dependente como independente, tem bom gosto, é uma pessoa artística, apaixonada, emocional, boa companhia, nãoesquece.O CEDRO (A Confiança)De uma beleza estranha, sabe se adaptar, gosto do luxo, de boa saúde, não é uma pessoa tímida, não gosta de ver muitas pessoas, é segura desi, tem determinação, impaciente, gosta de impressionar os outros, temmuitos talentos, criativa, saudavelmente otimista, e vive na espera do único e verdadeiro amor, capaz de tomar decisões rapidamente.O CIPRESTE (A Felicidade)Forte, adaptável, toma o que a vida tem para dar, é uma pessoa satisfeita, otimista, aspira dinheiro e reconhecimento, odeia a solidão, é uma companhiaapaixonada e sempre insatisfeita, fiel, se altera facilmente, não édócil, e desinteressada.O PINHEIRO (O Particular)Encanta a companhia agradável, é uma pessoa muito robusta, sabe fazer sua vida algo confortável, muito ativa, natural, boa companhia mas nem sempre amistosa, se apaixona facilmente mas sua paixão se apaga empouco tempo, se rende facilmente, se decepciona de todo até queencontra seu ideal, é de confiança e de caráter prático. O ROBLE (A Valentia)É uma pessoa robusta da natureza, valente, forte, implacável,independente, sensível, não gosta de mudanças, mantém seus pés no chãoe gosta de ação.O SAUCE LLORÓN- SALGUEIRO CHORÃO (A Melancolia) Uma pessoa bela mas melancólica, atrativa, muito empática, ama as coisas belas e tem bomgosto, ama viajar, sonhadora sem descanso, caprichosa, honesta, pode ser influenciada mas é difícil para conviver, exigente, com boaintuição, sofre no amor mas as vezes encontra apoio em sua companhia. Algumas vezes gosta de mentir, é bastante amigável.

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

UM ALUNO DIFERENTE & O FLAMBOYANT

Esta foi uma colaboração do Higienopolitano Marcelo Caetani neste Natal de 2007!

UM ALUNO DIFERENTE

A professora levou seus alunos até os jardins do colégio para lhes falar sobre a natureza mostrando-lhes a natureza viva.

Aproximou-se de um flamboyant, coalhado de flores, e perguntou aos alunos que árvore era aquela. Alguns, disseram que era uma árvore, apenas.

Outros, que aquela árvore era um flamboyant, pois em sua casa havia um semelhante.

Uma menina falou que os flamboyants só servem para fazer sujeira na calçada, quando derrubam as flores, pois isso é o que sua mãe diz sempre.

Um garoto disse que seu pai havia cortado um, recentemente, pois suas raízes racharam o muro de seu quintal.

Mas Pedro, menino de alma sensível, começou dizendo que via ali muito mais que uma árvore.
Disse que via as flores, muito belas por sinal, mas que também podia sentir seu suave perfume.
Chamou atenção para as abelhas que pousavam de flor em flor, e também dos pássaros que buscavam refúgio em seus galhos aconchegantes.

Lembrou que todos estavam sob a sombra generosa que as folhas propiciavam, e apontou para alguns insetos que passeavam, ligeiros, pelo tronco gentil.

Falou, ainda, das muitas vidas que encontram guarida naquele flamboyant desprendido, como liquens, musgos, pequenas bromélias e outras tantas formas de vida que se podia perceber.
“Eis o que percebo, professora”, falou Pedro, com a espontaneidade de um pequeno-grande poeta.

A educadora, ainda embevecida com a aula que acabara de receber, falou amavelmente: “você tem razão, Pedro. Definir este pequeno universo simplesmente como uma árvore, é matar toda a sua grandeza e majestade.”

Existem pessoas que não percebem os flamboyants floridos em praças, bosques e ruas. Elas são muito ocupadas para perder tempo com coisas sem importância.

Tem pessoas que definem flores e folhas apenas como sujeira indesejável.

Outras preferem cortar árvores de dezenas de anos, para que não rachem seus muros e calçadas de cimento.

Existem também aquelas para as quais os flamboyants representam alguns cifrões. Cortados, poderiam oferecer madeira para lenha ou se transformar em belos móveis.

E há aquelas pessoas, como o pequeno Pedro, que vêem muito mais que uma simples árvore. Vêem o autógrafo do Criador, na majestosa obra da natureza.

E você, a que grupo de pessoas pertence?

Reverenciar a vida é respeitá-la na sua mais ampla forma de expressão.

Albert Schweitzer, o notável e mundialmente famoso missionário, médico, musicista e filósofo da Alsácia, conta, em seu livro autobiográfico intitulado minha infância e mocidade:

“Achava inconcebível antes mesmo de freqüentar a escola que, na oração da noite, só me mandassem rezar pelos homens.

Por isso, depois de mamãe orar comigo e dar-me o beijo de boa noite, eu acrescentava, por conta própria, uma pequena oração suplementar, de minha autoria, em nome de todos os seres humanos, dizendo: Bom Deus, protegei e abençoai tudo o que respira, preservai-nos do mal e fazei-nos dormir tranqüilamente!”

Um garoto de apenas sete anos de idade, com uma consciência lúcida sobre o que é reverenciar a vida.

Apenas um menino, mas certo de que amar a Deus sobre todas as coisas quer dizer, em primeiro lugar, respeitar sua obra, e todas as coisas por ele criadas.

Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no livro “Minha infância e mocidade”, de Albert Schweitzer, Edições Melhoramentos, São Paulo.

HIGIENÓPOLIS VIVE
POR UMA PORTO MAI ALEGRE!

sábado, 22 de dezembro de 2007

SMAM DÁ O PRIMEIRO ATENDIMENTO AO FLAMBOYANT DA LUZITANA 614 APÓS OS ATAQUES DOS DIAS 15, 16, 17 E 18/12/2007









A equipe da SMAM - ZONAL CENTRO composta da esquerda para a direita:
Manoel Antunes Pinto - Capataz de Arborização
Regina Patrocinio - Bióloga
Gilmar Ferreira Araújo - Capataz
Paulo Roberto Silva de Vargas - Motorista
Esta equipe esteve hoje pela manhã realizando os trabalhos de proteção do corte no Flamboyant da Luzitana, 614. Os trabalhos se concentraram em:
- proteção contra fungos
- colocação de espuma de polioretano
- colocação de massa vedante de madeira
- colocação de cerca protetora
Na sequência serão realizadas ações para equilibrar o peso do vegetal e melhorias no escoramento.
Agradecemos a atenção do Secretário Beto Moesch, da SMAM e desta equipe que se esmerou em atender um dos anseios da comunidade.
A equipe pode perceber que o portão da garagem não foi removido e a obra Continua pretendendo passar por cima do Flamboyant que ainda precisa de defesa.
Contamos com a ação da SMAM em colocar a guarda municipal a defender o vegetal dia e noite, até que se tenha a alteração do projeto e desvio da entrada dos carros.
HIGIENÓPOLIS VIVE
POR UMA PORTO MAIS ALEGRE!

MANIFESTAÇÕES DE APOIO À SALVAÇÃO DO FLAMBOYANT

Prezados Higienopolitanos:

Recebemos ao longo da seman inúmeras mnifestções e apoio de cidadãos e autoridades que estõ indignados com os atos criminoos que quase mataram o nosso Flamboyant e a nossa dignidade como moradores e cidadãos do planeta Gaia. Sim a Terra é de todos e para todos, não só para uma meia dúzia de inescrupuloos que nem sabem de onde vem e para onde vão e o que fazem por aqui ao derrubar árvores, espalhar concreto, provocar chuvas ácids, impedir migração de passáros e a continuidade da natureza e de seres vivos.

Segue uma lista de manifestções que na medida do possivel será atulizada:

Moradores e Frequentadores da Luzitana - que apoiaram a expulsão dos lenhadores: Rosângela, Gabriela, Junior, Walter,
Heitor e eswposa - estiveram visitando o locl nas primeiras horas de domingo
Lourdes - encaminhou mensagens e apoio e indicou o local pára parntes, amigos e eologistas que stiveram nos apoiando
Luiz Armando, André e Vera Nille - que nos indicam sempre o rumo certo. Vera reabriu o processo na SMAM.
Advogados do Higienópolis Vive - Entraram com ação de perds no Ministério Público
Bióloga Dorinha Muller - Sempre atuante e nos apoiando
UPV - Mari Elisa com os onselhos de defesa
Monica - Que mesmo de longe deu seu apoio
Cesar Cardia e Porto Alegre Vive e Gonçalo de Carvalho que publicaram nossas mnifestações e ligaram oferecendo apoio.
Veredor Oliboni - que sempre defendeu o vegetal junto conosco
Gilson - COMAM
Janete - Petrópolis Vive - Sempre do nosso lado
Câmara de Vereadores, SMAM, Ministério Público, Brigada Militar

HIGIENÓPOLI VIVE
PARA UMA PORTO MAIS ALEGRE